Notícias e Eventos

CONTROLE DE TEMPERATURA E VENTILAÇÃO MÍNIMA: PONTOS-CHAVE NO MANEJO INICIAL DE FRANGOS DE CORTE

24 de agosto de 2021

CONTROLE DE TEMPERATURA E VENTILAÇÃO MÍNIMA: PONTOS-CHAVE NO MANEJO INICIAL DE FRANGOS DE CORTE

Independente da estrutura e ferramentas disponíveis, precisamos entender a dinâmica de funcionamento do galpão para bom desenvolvimento inicial das aves.

Dois pontos importantes durante a fase inicial de criação são o controle da temperatura e a renovação do ar. Ambos os fatores são essenciais durante o manejo das primeiras semanas e têm relação direta com o ciclo de atividade das aves. Para que possamos visualizar os ciclos de atividade, precisamos fornecer um microclima confortável para as aves, o que resultará na otimização do consumo de ração e água a fim de garantir um desenvolvimento inicial adequado.

Na fase inicial, as aves de corte são incapazes de produzir e/ou manter sua temperatura corporal, além de serem muito sensíveis às variações térmicas. Nesse período, o empenamento não está completamente formado, o que dificulta a retenção do calor. O tempo de pré-aquecimento da cama depende de diversos aspectos, como temperatura da cama, vedação e isolamento da granja, tipo de aquecedor, combustível utilizado, temperatura externa, cama nova ou reutilizada, entre outros.

O material utilizado na cama precisa estar seco e livre de contaminações. Temos sempre que lembrar que em razão da menor densidade da cama nova, existe um grande volume de oxigênio entre as partículas, necessitando que o período de pré-aquecimento seja maior – normalmente entre 24 e 48 horas.

Para camas reutilizadas, o manejo entre lotes é fundamental para a redução de atividade de água. Quanto melhor forem realizados os procedimentos de intervalo, menor serão os níveis de gases nocivos, tempo de aquecimento da cama e a necessidade de renovação do ar, o que facilitará o aquecimento das aves – normalmente entre 12 e 24 horas.

Em caso de utilização de fornalhas de aquecimento a ar, a cama será a última parte a ser aquecida, pois é preciso aquecer primeiramente todo o ar interno da área a ser alojada. Por isso, o pré-aquecimento através de fornalhas requer maior tempo quando comparado com campânulas a gás.

Uma ferramenta útil e de fácil aplicação a campo para avaliar se as condições de pré-aquecimento da cama e do ambiente estão adequadas é a aferição da temperatura retal das aves. A temperatura corporal ideal é de 40,5 – 41°C. Temperaturas retais abaixo dos valores citados indicam que o manejo de aquecimento não esteja adequado às necessidades das aves.

DENSIDADE

Outro aspecto importante é a densidade das aves no alojamento. Existem algumas recomendações para o verão e outras para o inverno, variando entre 45 e 55 aves/m². Entretanto, isso não pode ser usado como regra geral, pois cada galpão possui estrutura e equipamentos diferentes, e de nada adianta nos preocuparmos apenas com a quantidade de aves/m², relação aves/comedor e aves/nipple, se não conseguirmos proporcionar um ambiente confortável às aves. Além disso, aumentar o estímulo e avaliar a luminosidade podem ser estratégias fundamentais para otimizar o desempenho inicial.

RELAÇÃO ENTRE A VENTILAÇÃO MÍNIMA E O CONTROLE DA TEMPERATURA

Apesar de serem avaliados de maneiras diferentes, o manejo da ventilação mínima e o controle de temperatura sempre devem ser trabalhados em conjunto, pois ambos podem influenciar um ao outro de maneira positiva ou negativa.

Primeiramente, precisamos de equipamentos que sejam capazes de fazer uma leitura que expresse a realidade interna do galpão, para isso, se faz necessário uma quantidade e localização adequada das sondas de temperatura e umidade, principalmente.

O grande desafio na fase inicial não está na quantidade de oxigênio demandado pelas aves, mas sim na necessidade de renovação do ar interno em decorrência da elevação da umidade do ar e dos gases nocivos, o que poderá acarretar a diminuição da temperatura interna. Diante disso, entender a dinâmica da renovação do ar é de extrema importância para oferecer um microclima confortável para as aves.
FONTE: https://opresenterural.com.br/ :: Em 23 de agosto de 2021

X